Não culpe a tecnologia pelos problemas dos jovens

Passar o tempo em seus telefones ou on-line não prejudica a saúde mental dos adolescentes, de acordo com um novo estudo que desafia uma crença amplamente aceita.

Talvez seja hora de os adultos pararem de discutir se os smartphones e as mídias sociais são boas ou ruins para a saúde mental dos adolescentes e começarem a descobrir maneiras de melhor apoiá-los em suas vidas offline e online”, disse a co-autora do estudo Candice Odgers . Ela é professora de ciências psicológicas na Universidade da Califórnia, Irvine (UCI).

Para o estudo, os pesquisadores pesquisaram mais de 2.000 crianças de 10 a 15 anos em escolas públicas da Carolina do Norte e acompanharam quase 400 delas em seus smartphones por duas semanas.

Os jovens relataram sintomas de saúde mental três vezes ao dia, bem como o uso diário de tecnologia digital.

Nem o uso de mais tipos de tecnologia digital nem o uso de mais tempo foram associados a uma pior saúde mental, descobriram os pesquisadores.

Quando foram encontradas ligações entre o uso da tecnologia digital e a saúde mental, elas eram pequenas e positivas, de acordo com o relatório.

Por exemplo, os participantes que enviaram mais mensagens de texto relataram sentir-se melhor do que aqueles que enviaram mensagens com menos frequência, mostraram os resultados.

“Ao contrário da crença comum de que smartphones e mídias sociais estão prejudicando a saúde mental dos adolescentes, não vemos muito apoio à ideia de que o tempo gasto em telefones e on-line está associado a um risco aumentado de problemas de saúde mental”, co-autor do estudo Michaeline Jensen disse em um comunicado de imprensa da UCI. Jensen é professor assistente de psicologia na Universidade da Carolina do Norte em Greensboro.

O relatório foi publicado online recentemente na revista Clinical Psychological Science .

FONTE: drugs


Nós Podemos Ajudar. CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *