Fabio Assunção dá depoimento sobre dependência química

Fabio Assusnção

Vivendo sozinho na quarentena, o ator Fabio Assunção, tem se mantido ocupado. Em entrevista bem aberta e honesta à Revista Veja, ele falou sobre os cuidados físicos – parou de beber, perdeu quase 30 quilos e ganhou músculos. Do plano espiritual, contando que anda imerso no estudo de Ifá, sistema de princípios religiosos originário da Nigéria, e por causa disso está aprendendo o iorubá, entre outros idiomas. E no filosófico, onde disseca a teoria dos direitos humanos em um grupo de estudos. Em meio a tantas atividades, conta que considera sua dependência de drogas sob controle e sua compulsão “bem acolhida”.

O trabalho também ocupa a mente de Assunção. Com a série “Onde Está Meu Coração”, pronta e sem data de estreia. Enquanto isso, ele aguarda o momento de voltar a gravar outro seriado: “Fim”, marcado para março. Porém, em tempos de pandemia em função do coronavírus, ele questiona: “Teremos março?”.

Fabio Assunção abriu o jogo sobre a luta contra as drogas

O ator não fugiu das perguntas sobre seu vício em drogas e em álcool, que são bem conhecidos do público e, muitas vezes, foi tema de memes na internet. Ele relembrou, por exemplo, a repercussão do vídeo de uma discussão que protagonizou em 2017 em Pernambuco, quando acabou levado em uma viatura algemado.

De um jeito ou de outro, estes momentos negativos acabam sendo os mais lembrados popularmente. O próprio personal trainer do ator, Chico Salgado mostrou indignação com comentários que recebeu em seu Instagram a respeito do aluno. Ele pediu que os internautas parassem de relembrar momentos de fraqueza do global, como as recaídas dele com o uso de drogas, e comentou que a superação de Assunção é raramente elogiada.

“Eu acho muito engraçado como funciona a cabeça da maioria dos brasileiros. Adoramos compartilhar a derrota e o fracasso principalmente se existe algum tipo de evidência na pessoa”, escreveu o profissional, que reforçou. “Trago o meu aluno Fábio Assunção, que fez uma das mudanças de vida mais incríveis que eu já vi, e merece ser aplaudido e compartilhado para motivar alguém que pode estar precisando disso, mas o julgamento muitas vezes não deixa ninguém enxergar”.

– Criaram um Bloco do Fábio Assunção. E isso não tem graça alguma

O personal trainer compartilhou o desejo de “que um dia nós possamos aprender a admirar e compartilhar histórias de vitória e superação e isso tenha mais destaque do que qualquer meme sem noção”. Ele fez referência ao fato de que o vício do ator virou piada, principalmente durante o carnaval, quando virou moda dizer na internet que “ficou mais louco que o Fábio Assunção”.

Na época, a expressão virou até funk, que viralizou nas redes sociais. O ator, então, entrou em contato com os autores da música para reverter a situação: ficou decidido de que os lucros com a composição, que estava sendo reproduzida em muitas plataformas de stream, seriam convertidos para ONGs e instituições que ajudam pessoas com dependência química.

Hoje, embora lide melhor com a exposição, admite ter sido “muito ruim” encarar a imagem que estava sendo construída dele na mídia. Admitiu também que teve medo de recaídas durante a quarentena, mas reiterou: “O medo me acompanha sempre”.

Fabio Assusnção

Nesse quesito, tem sido rígido consigo mesmo. “Sei que não posso dar brechas e que há situações em que preciso ser firme e dizer não. Por exemplo: posso beber, mas tomei a decisão este ano de não ingerir nenhuma gota de álcool”, disse. Desejamos boa sorte!

FONTE : Hypeness

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *