Ex-moradora de rua de Manaus notada por Madonna conclui 1ª fase de tratamento contra dependência química em SP.

DEPENDENCIA QUIMICA

Maria Solange, de 50 anos, ganhou não só a atenção de Madonna, mas também a oportunidade de reescrever a história de sua vida. A ex-moradora de rua de Manaus está há um mês em tratamento contra dependência química, em São Paulo, e concluiu a primeira fase, de desintoxicação e estabilização, para limpeza do organismo, nessa segunda-feira (31).

Ela foi encontrada pelo projeto social Parceiros Brilhantes após a rainha do Pop, Madonna, postar um vídeo de Maria Solange dançando no Centro da capital ao som do hit ‘Holiday’. A equipe conheceu sua história e se responsabilizou por custear o tratamento dela em São Paulo, e a iniciativa voltou a ser destaques nas redes sociais da cantora.

Segundo a equipe médica que acompanha Maria, na cidade de Araçoiaba da Serra, agora ela deve iniciar o estágio 2 do tratamento, ou seja, a fase de conscientização.

Nesse primeiro mês, Maria vem sendo acompanhada por diversos especialistas, como psicólogos, psiquiatras, nutricionistas, assistentes sociais, entre outros. Sua rotina diária inclui atividades físicas, caminhadas ao ar livre, canto, meditação e rodas de conversa com os outros 25 pacientes da clínica.

Ao G1, Maria Solange contou que há 32 anos se entregou às drogas, mas que em todos estes anos, essa é a primeira vez que realmente sente que vai conseguir se livrar do vício.

“Agora, com o tratamento, eu me sinto de coração puro, muito bem. Tenho a certeza que vou sair daqui como uma pessoa de responsabilidade, com autoestima e determinação de ajudar pessoas como eu”, contou.

Na fase de conscientização do tratamento, a paciente vai começar a aprender e entender, segundo os especialistas, seus limites enquanto ser humano, como um processo de autoconhecimento. A psicóloga Ana Leda Bela, que acompanha Maria Solange desde sua chegada na clínica, contou ao G1 que a paciente vem respondendo bem ao tratamento.

“Nos primeiros 30 dias, trabalhamos a parte de desintoxicação e estabilização. A Maria teve uma boa adaptação e já entende o processo de abstinência. Essa é uma etapa muito importante, porque fazemos uma limpeza no organismo do dependente, e costuma ser bastante complicado, mas a gente conseguiu chegar num ponto de estabilização”, comentou.

FONTE: G1.GLOBO.COM

SABIA MAIS: (13) 99671-9287

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *